Imprudência de Hospital quase mata crianção

Imprudência de Hospital podia ter matado uma criança de 3 anos e 11 meses. Segundo os pais, o menino foi internado dia 23 de novembro no hospital Metropolitano, com bronquite. A mãe afirma que, após uma entrevista com uma nutricionista, foi alertada sobre a alergia à proteína do leite do filho, que pode até morrer se consumir leite ou derivados.


Mesmo assim, o primeiro lanche da criança veio com queijo, mas ela conta que viu antes e evitou que o alimento fosse ingerido. Os pais avisaram ao hospital e alertaram mais uma vez sobre os perigos dele consumir esse tipo de produto.


No segundo dia, a mãe observou que o líquido servido ao filho na mamadeira era mais claro que o leite de soja, após experimentar e constatar que era leite, a mãe correu com a criança para o chuveiro e pediu ajuda, mas o menino já tinha tomado metade do líquido e vomitado na cama.


Imprudência de Hospital

O menino foi levado para a UTI e os pais ficaram cerca de 25 minutos sem obter informações. Mas após ser constatada a gravidade do caso, os médicos só voltaram a falar com os pais duas horas depois.


Na cópia do prontuário, consta que o menor sofreu choque anafilático aparente após o consumo de lactose e também consta a indicação da alergia.


Após a alta médica, a criança foi levada ao Instituto Médico Legal para fazer o exame de corpo delito e o resultado encaminhado para a delegacia responsável pelo caso. O hospital Metropolitano declarou à família que abriu sindicância interna para averiguar o ocorrido. Após ser questionado pela imprensa sobre o caso, relatou que todas as informações foram repassadas à família. O inquérito, para investigar a denúncia do casal, está sob a responsabilidade da Polícia Civil de São Paulo.


Fonte: Último Segundo


Caso ainda tenha dúvida sobre Direito do Consumidor entre em contato conosco por e-mail ou nos ligue.


Envie uma mensagem...