Dificuldades para fazer portabilidade de planos de saúde

Dificuldades para fazer portabilidade de plano de saúde são bens comuns, apesar da lei que garante este direito. O administrador Eduardo Abreu, 36, mantém o plano de saúde da mãe de 62 anos, na Unimed Salvador há 12 anos. No início do mês, quando ficou ciente que os 27.183 beneficiários desta cooperativa poderiam mudar para outras operadoras, sem precisarem serem submetidos ao período de carência ou cobertura parcial temporária, o administrador resolveu trocar o plano de saúde da mãe. Entretanto, sua solicitação foi negada pela operadora Amil, mesmo estando munido de todos os documentos.

 

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) orienta que os clientes que seguiram todos os passos indicados e mesmo assim tiveram o cadastro negado pela nova operadora, devem denunciar o convênio no disque ANS (0800-701-9656). E caso seja constatada alguma irregularidade, a empresa pode ser multada em, no mínimo, R$50 mil.

 

A ANS decretou a portabilidade especial no dia 1° de abril, com prazo até 30 de maio para que os beneficiários da Unimed Salvador pudessem solicitar a troca de plano.

 
Dificuldades para fazer portabilidade de planos de saúde

Eduardo conta que fez um registro na ANS contra a Amil e a mesma informou que já abriram processo contra o convênio.

 

Os beneficiários que passarem por problemas semelhantes ao de Eduardo, podem também recorrer ao Procon-BA com a prova de que cumpriu todas as determinações. A orientação é do assessor técnico do órgão, Felipe Vieira.

 

Outra usuária do plano de saúde Unimed Salvador, Erica Rangel, conta que a documentação da mãe também foi negada pela Golden Cross quando solicitou a troca do plano. Após o preenchimento de formulário na sede da empresa, a mãe dela recebeu um comunicado de que a empresa não fazia mais planos individuais na Bahia. Enquanto isso, a cliente está sem cobertura de nenhum plano.

 

A Amil e a Golden Cross informaram em nota que, na Bahia, só oferecem planos coletivos, mas a guia da ANS continua apontando que essas operadoras comercializam planos para pessoas físicas.

 

Um outro problema apontado pelos usuários, é que a Unimed Salvador não filtra os planos que servem para Salvador, apontando mais de 21 opções, mas somente dois servem para a capital baiana. O que acaba levando usuários para planos indesejados, como é o caso de Angela, que se queixa da falta de opções para efetuar a migração.

 

As 16 operadoras que os clientes da Unimed Salvador podem escolher

 

Amil – A operadora oferece planos de saúde coletivos (empresas e sindicatos)

Apub-SSIND – Tem apenas planos coletivos

Casseb – Só planos coletivos

Camed – Individuais e coletivos

Golden Cross – Apenas planos coletivos

Hapvida – Individuais e coletivos

Life Sul – Vende planos individuais

Mastermed – Planos coletivos

Promédica – Só planos coletivos

Santa Casa Itabuna – Tem os dois tipos de plano

Unimed de Jequié – Comercializa planos individuais e coletivos

Unimed Ilhéus – Só trabalha com planos individuais

Unimed Itabuna – Dispõe apenas de planos para empresas/sindicatos

Unimed Nacional – A operadora oferece planos individuais e coletivos

Unimed Norte/Nordeste – Trabalha apenas com planos coletivos

Unix Saúde – Tem os dois tipos de planos de saúde

 

Fonte: Correio 24 Horas

 

Caso ainda tenha dúvida sobre Portabilidade de Planos de Saúde entre em contato conosco por e-mail ou nos ligue.

 
Envie uma mensagem...